"Sei que pareço um ladrão... mas há muitos que eu conheço que, sem parecer o que são, são aquilo que eu pareço." António Aleixo
Marinha Grande, 4.11.2009. Nos mentideros locais consta que a partir de hoje deixou de haver contestação à Câmara da Cidade Vidreira. Os verrinários habituais viram logrados os seus intentos. Depois das picas seguem-se as aspirinas para tratar da saúde à população.Preferiram pessoal não docente. Haja saúde...

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

o ninho do cuko - preâmbulo


"Voando sobre um ninho de cucos"*

Como pode alguém voar sobre um ninho de cucos se estes não fazem ninhos?


ºººººººººººººººººººººººººººººº


Eu sei de um cuco que perdeu um olho e tem o outro doente, não podendo voltar a pôr ovos em ninho alheio. Por isso, resolvi criar este blogue em homenagem a ele e à sua "cegueira". O blogue irá chamar-se "O OLHO DO CUCO" . Esta é também uma forma modesta de lembrar, indirectamente, um portentoso realizador de cinema: Milos Forman*, que realizou, entre outros o filme cujo título está acima.
Impõe-se, pois, que fale um pouco desta espécie de aves.
O nome científico do cuco é "Cuculus Canarus".
Há, para além do seu cantar (cu-cu, cu-cu, cu-cu), algumas características que o tornam único. Diria mesmo que a sua manha e desenrasque serviu de exemplo a alguns portugueses. É uma ave oportunista e relapsa que não cuida da sua prole, não cuida de seus filhos. O cuco fêmea pôe os seus ovos em ninhos de outros pássaros de menor porte, depois de terem retirado um dos ovos lá existentes. O ovo que a mãe cuco retira tem normalmente as mesmas cores e tonalidades (embora de menor tamanho que o do cuco), sob pena de, algumas vezes, ser rejeitado... porque, como nos humanos, há pássaros mais avisados que não vão na cantiga do cuco.
A artimanha é tão perfeita que os pais adoptivos não se dão conta da troca, cuidando do cucozito como se fosse seu próprio filho. Se não bastasse a falta de vergonha dos pais cucos, os filhotes destes ainda são mais crueis, uma vez que, ao nascer, quase sem ver e movendo-se com dificuldade, lançam todos os ovos e eventuais filhotes da outra espécie para fora do ninho. Desta forma, os seus pais adoptivos dedicam-se de corpo e alma e em exclusivo a alimentar o cuco recém nascido. Ao cabo de algumas semanas o cuco alcança um tamanho superior ao dos "pais", que, apesar disso, continuam a trabalhar para o alimentar até que ele não reclame mais cuidados.

* Pelicula de Milos Forman




Tal como muita gente, o grandalhão (cuco) é alimentado pelos mais pequenos.



Etiquetas: , ,

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial



INFORMAÇÃO: - Este blogue foi feito com muito humor e sarcasmo. Não acreditam?...
É só clicar AQUI !

CLIQUE E PROTESTE, JÁ!

mais:
Vá! Força! Não tenha medo de ser homenageado ou correr o risco de encontrar emprego.Tenha coragem. Clique AQUI.


04.11.2009
EDITAL:
Panfleto encontrado num Largo da Marinha Grande, depois das últimas eleições. Entrega-se a quem provar pertencer-lhe:

Notícia da última hora (18.01.2010):
Já apareceu o dono e voltou a casa! A bem da coerência... esquecida. Restou-nos uma réplica


notícias da net:
1000€ POR CRIANÇA NASCIDA (Antes das eleições):
Notícia da última hora (Julho 2010): Afinal, de 1000€ passa a 700€ e 500€ ...

la petite "aveugle"

partie "socialiste"

ecologicamente falando I:

ecologicamente falando II: